Logo Impulsefy

Blog

Persona: conheça o perfil ideal do seu cliente

Para que uma empresa possa alcançar o sucesso em suas estratégias de marketing, é essencial entender o que é uma persona e como ela pode ser aplicada para direcionar as ações de forma eficiente. Sem um direcionamento claro para o público desejado, as campanhas e ações de uma empresa podem se mostrar ineficientes e dificultar […]

Para que uma empresa possa alcançar o sucesso em suas estratégias de marketing, é essencial entender o que é uma persona e como ela pode ser aplicada para direcionar as ações de forma eficiente. Sem um direcionamento claro para o público desejado, as campanhas e ações de uma empresa podem se mostrar ineficientes e dificultar a análise das métricas de desempenho. 

Ao conhecer profundamente a persona, a empresa pode adaptar suas abordagens, oferecendo produtos e serviços personalizados, desenvolvendo conteúdo relevante e estabelecendo um relacionamento mais significativo com seus clientes. Compreender o poder da persona é fundamental para alcançar o sucesso no mercado atual, onde a personalização e a segmentação são fatores-chave para o crescimento do negócio.

Na era do marketing personalizado e da comunicação direcionada, entender quem é o cliente ideal tornou-se crucial para o sucesso de uma empresa. É aí que entra a persona, um conceito poderoso que permite criar um perfil semi fictício do cliente ideal com base em dados e comportamentos reais. 

A persona é a representação detalhada e humanizada do público-alvo, fornecendo insights valiosos para a criação de estratégias de marketing eficazes.

O que é persona?

Uma persona, por sua vez, é um perfil semi fictício do cliente ideal, construído com base em dados reais e comportamentos observados. A criação da persona é embasada em informações e dados comportamentais reais, obtidos por meio de estudos de mercado e pesquisas diretas com os clientes. Essas informações fornecem insights valiosos sobre o público-alvo, permitindo uma compreensão mais aprofundada de seus comportamentos, preferências e necessidades.

Ao utilizar dados concretos na construção da persona, a empresa ganha a capacidade de desenvolver estratégias de marketing mais direcionadas e eficazes, capazes de atender às demandas específicas do seu público ideal. A persona serve como um guia estratégico para a criação de conteúdo, desenvolvimento de produtos, definição de mensagens e direcionamento de campanhas de marketing.

Para que serve a persona?

Começar compreendendo quem é o seu cliente atual e o seu público-alvo é fundamental, e é aí que entra o papel da persona. Ao entender profundamente o comportamento do consumidor, é possível tomar decisões estratégicas mais assertivas na criação de modelos de estratégia de marketing e vendas.

Conhecer os hábitos dos clientes potencializa a comunicação da empresa, estabelecendo um relacionamento mais próximo e humanizado entre empresa e cliente. Com uma persona bem definida, é possível direcionar esforços de forma mais eficaz, personalizar a abordagem e oferecer soluções alinhadas às necessidades e preferências do público-alvo, impulsionando assim o crescimento e o sucesso do negócio.

Diferença entre persona e público alvo

É essencial destacar que persona e público-alvo são conceitos distintos e não devem ser confundidos.

Embora estejam relacionados, persona e público-alvo possuem abordagens diferentes. O público-alvo refere-se a uma segmentação mais ampla do mercado, identificando grupos de pessoas com características demográficas e socioeconômicas semelhantes.

Exemplo: 

Mulheres profissionais, entre 25 e 40 anos, que residem em áreas urbanas e possuem renda familiar acima de R$ 8.000.

Descrição: O público-alvo é composto por mulheres profissionais, com idades variando entre 25 e 40 anos, que vivem em áreas urbanas. Elas possuem um nível socioeconômico mais alto, com uma renda familiar acima de R$ 8.000. Essas mulheres estão focadas em suas carreiras e buscam soluções que facilitem seu dia a dia, otimizem seu tempo e atendam às suas necessidades específicas. Elas valorizam produtos e serviços de alta qualidade, conveniência e inovação. Além disso, estão interessadas em desenvolvimento pessoal, bem-estar e equilíbrio entre trabalho e vida pessoal. Essas mulheres são consumidoras exigentes e buscam marcas que ofereçam experiências personalizadas e alinhadas aos seus valores e aspirações.

Por outro lado, a persona vai além dessas informações básicas e busca criar um perfil semi fictício que representa o cliente ideal de uma empresa.

Exemplo: 

Nome: Lucas

Idade: 18 anos

Localização: São Paulo, Brasil

Ocupação: Estudante de Ensino Médio

Renda Familiar: Entre R$ 5.000 e R$ 15.000

Descrição: Lucas é um estudante do Ensino Médio, com idade entre 16 e 20 anos. Ele reside no estado de São Paulo e vem de uma família com uma renda familiar média entre R$ 5.000 e R$ 15.000. Lucas está na fase de transição da escola para a universidade, buscando maior independência dos pais. Ele está em busca de informações sobre o processo de inscrição nas universidades, cursos de graduação, opções de moradia estudantil e oportunidades de bolsas de estudo. Além disso, Lucas está interessado em desenvolver habilidades sociais e profissionais que o preparem para a vida universitária e futuras oportunidades de carreira.

Enquanto o público-alvo fornece uma visão geral do mercado, a persona é construída com base em dados comportamentais reais, obtidos por meio de pesquisas e análises mais aprofundadas. Ela incorpora informações sobre hábitos, motivações, desafios e preferências do cliente, permitindo uma compreensão mais completa e humanizada do público ideal.

A persona oferece uma visão mais detalhada e personalizada do cliente ideal, indo além de informações demográficas, e auxilia na criação de estratégias de marketing mais direcionadas e eficazes

Buyer persona x Brand persona

A brand persona é uma representação fictícia da própria marca, uma personificação que atribui características humanas e uma identidade única à empresa. A brand persona é essencial para estabelecer a identidade da marca e definir sua voz, tom de comunicação e valores. Ela personifica a essência da empresa e ajuda a criar uma conexão emocional com o público-alvo, permitindo que os consumidores se identifiquem e se engajem com a marca.

Por outro lado, a buyer persona é a criação de um personagem fictício que representa o cliente ideal da empresa, com base em dados reais e comportamentos de compra.

A buyer persona desempenha um papel crucial na compreensão do cliente ideal, suas necessidades, desejos, desafios e preferências. Ela fornece informações detalhadas sobre o perfil demográfico, comportamental e psicográfico do cliente, permitindo que a empresa personalize suas estratégias de marketing, desenvolva produtos e serviços adequados e crie mensagens e conteúdos relevantes.

Por tanto, a brand persona define a identidade e a voz da marca, enquanto a buyer persona ajuda a entender e se conectar com o cliente ideal. Ambas são fundamentais para o sucesso das estratégias de marketing, pois possibilitam uma abordagem mais direcionada, eficaz e personalizada, resultando em um maior engajamento e fidelização dos clientes.

Como criar uma persona 

A criação da persona é um processo fundamental para entender e conectar-se de maneira mais efetiva com o seu público-alvo. Ela não deve ser baseada em suposições ou percepções pessoais, mas sim em pesquisas, análises e construção cuidadosas. Ao desenvolver uma persona precisa e eficaz, é possível obter insights valiosos sobre os clientes, suas necessidades, desejos e comportamentos. Essa compreensão aprofundada permite direcionar estratégias de marketing, desenvolvimento de produtos e tomadas de decisão de forma mais informada e direcionada. Portanto, criar uma persona com base em dados reais é essencial para obter sucesso ao atender e engajar o seu público-alvo de forma significativa.

Realize a coleta de dados dos seus clientes 

O primeiro passo para criar a sua persona é coletar dados dos seus clientes de forma abrangente e detalhada. Para fazer isso, é essencial realizar um planejamento de pesquisa sólido, que inclua a definição dos objetivos, o público-alvo e as ferramentas que serão utilizadas.

É importante focar naqueles que já são clientes da sua marca, mas também considere a possibilidade de obter informações valiosas com prospects, ou seja, potenciais clientes que ainda não efetuaram uma compra. Esses dois grupos podem fornecer insights diferentes e complementares.

Existem diversas abordagens para coletar dados dos clientes. Você pode aplicar pesquisas quantitativas, por meio de formulários online ou questionários estruturados, que fornecem informações objetivas sobre características demográficas, preferências de compra, comportamentos de consumo, entre outros aspectos.

Além disso, é igualmente importante realizar pesquisas qualitativas, que podem ser feitas por meio de entrevistas individuais ou em grupo. Essas entrevistas permitem aprofundar a compreensão dos clientes, explorando seus interesses, motivações, desafios e necessidades. Essas informações mais aprofundadas ajudarão a construir uma persona mais rica e detalhada.

Outra fonte valiosa de dados são as ferramentas de análise, como o Google Analytics, que podem fornecer informações sobre o comportamento dos usuários no seu site, suas preferências de navegação, origem do tráfego, entre outros dados relevantes.

Análise dos Dados Coletados

Com os dados em mãos, é hora de realizar uma análise aprofundada em busca de padrões e tendências. Esses padrões indicarão características, problemas e interesses compartilhados por muitos de seus clientes, fornecendo insights importantes para a definição da sua persona.

Organize as respostas de maneira visualmente clara, como em uma tabela, por exemplo, destacando as respostas comuns e o número de pessoas que as deram. Verifique também informações demográficas, como gênero, idade e perfis profissionais.

Por exemplo, ao analisar os dados, você pode perceber que a maioria dos clientes que se enquadram no perfil da sua persona são homens entre 40 e 50 anos, com formação superior e que possuem interesse em esportes e atividades ao ar livre. Além disso, eles demonstram preferência por produtos tecnológicos de última geração e têm um estilo de vida ativo e saudável.

Essas informações coletadas permitem identificar os padrões e características comuns entre esses clientes, possibilitando a definição de uma persona específica. Com base nesses dados, você pode criar um perfil fictício representativo desse cliente ideal, que servirá como referência para direcionar suas estratégias de marketing, desenvolvimento de produtos e comunicação de forma mais eficaz e direcionada.

Defina a sua persona.

Após identificar características relevantes para a sua persona, é importante desenvolver um perfil detalhado que a represente de forma completa.

Pense na persona como o cliente ideal, com nome, características e interesses bem definidos. É essencial criar uma descrição que resuma quem ela é, permitindo visualizá-la como uma pessoa real.

Utilize storytelling para narrar o cotidiano e comportamento dessa persona, ajudando a compreender seus hábitos e interações com a marca de maneira mais vívida. Isso proporcionará uma melhor compreensão do seu cliente ideal. 

Integre a persona na estratégia do seu negócio

Aplique a Persona na Estratégia do seu Negócio para obter resultados efetivos não deixe todo o trabalho de pesquisa, análise e planejamento da persona em vão. Compartilhe as informações com sua equipe de marketing e vendas para que todos possam utilizá-las de forma adequada.

Aproveite a experiência e conhecimento de cada membro da equipe durante o processo de criação da persona, pois suas contribuições podem fornecer insights valiosos.

Crie um painel visual com as principais características, descrição e até mesmo uma imagem da persona para que todos possam ter acesso fácil e constante às informações. Isso garantirá que a persona faça parte da cultura organizacional e seja aplicada nas estratégias de cada setor.

Benefícios de ter a persona definida

Ter uma persona definida traz uma série de benefícios significativos para qualquer negócio. Ao criar um perfil detalhado do cliente ideal, é possível direcionar estrategicamente as ações de marketing e vendas, alinhando-as às necessidades e preferências do público-alvo. Isso resulta em uma comunicação mais efetiva, uma segmentação de mercado mais precisa e a criação de conteúdo relevante.

Uma persona bem definida permite que a empresa compreenda melhor quem são seus clientes e como se comunicar com eles. Ao conhecer seus gostos, interesses, desafios e necessidades, é possível adaptar a linguagem, o tom de voz e os canais de comunicação de forma a gerar maior engajamento e conexão com o público. A comunicação se torna mais personalizada e direcionada, criando uma experiência mais relevante para o cliente.

Além disso, a persona auxilia na segmentação de mercado, identificando nichos e segmentos específicos que podem ser alvo das estratégias da empresa. Isso permite concentrar os esforços e recursos onde há maior potencial de conversão e retorno sobre o investimento, maximizando os resultados.

Outro benefício importante é a criação de conteúdo relevante. Com a persona em mente, a empresa pode produzir materiais e informações que sejam realmente úteis e interessantes para o cliente ideal. Isso atrai, engaja e fideliza o público, estabelecendo a marca como referência no mercado e gerando mais oportunidades de negócio.

Por fim, a persona contribui para uma melhor experiência do cliente. Ao compreender as necessidades e preferências do cliente ideal, a empresa pode personalizar a oferta de produtos, serviços e suporte, atendendo às expectativas do cliente de forma mais eficaz. Isso resulta em maior satisfação e fidelização dos clientes, promovendo o crescimento e o sucesso do negócio.

Você já investe em anúncios online

O que falta para a sua empresa começar a vender?

Leia também

Impulsione o atendimento da sua empresa com a gente

Todos os direitos reservados ©

Av. Prudente de Morais, 601, Sala 18- Zona 7, Maringá – PR

CNPJ: 40.257.437/0001-20