Logo Impulsefy

Blog

O poder do Inbound Marketing: como usar essa estratégia

Se você está procurando por estratégias eficientes para atrair, envolver e converter seu público-alvo, você está no lugar certo. Nos dias de hoje, a publicidade tradicional já não é suficiente para alcançar o sucesso desejado. De fato os consumidores estão cada vez mais exigentes e seletivos em relação ao conteúdo que consomem. É nesse contexto […]

Se você está procurando por estratégias eficientes para atrair, envolver e converter seu público-alvo, você está no lugar certo.

Nos dias de hoje, a publicidade tradicional já não é suficiente para alcançar o sucesso desejado. De fato os consumidores estão cada vez mais exigentes e seletivos em relação ao conteúdo que consomem. É nesse contexto que o Inbound Marketing surge como uma abordagem revolucionária, capaz de oferecer resultados surpreendentes para empresas de todos os portes e segmentos.

O que é Inbound Marketing?

Conhecido como marketing de atração ou marketing de entrada é uma metodologia estratégica de marketing com o intuito de se concentrar em atrair a atenção e o interesse dos clientes em potencial, em vez de interrompê-los com anúncios invasivos. 

Em vez de buscar ativamente os clientes, o inbound marketing visa criar conteúdo relevante e valioso que responda às necessidades e interesses do público-alvo, atraindo-os organicamente para a marca.

Em resumo, o Inbound Marketing é uma estratégia em que os clientes são atraídos para a sua empresa por meio da sua mensagem. Isso facilita a apresentação das suas soluções e a conversão desses clientes em compradores e até mesmo defensores da sua marca.

Origem do Inbound Marketing

O conceito de Inbound Marketing surgiu a partir da ideia levantada por Seth Godin em seu livro “Marketing da Permissão”. Ele propôs estratégias de marketing que não fossem invasivas e não utilizassem táticas agressivas para persuadir os clientes a comprar produtos ou serviços.

Diferente do marketing tradicional, o Inbound Marketing só envia materiais publicitários para clientes que consentiram em serem contatados pela marca.

Com base nessa ideia de um marketing mais consciente, agências e empresas começaram a adotar práticas nesse sentido. Foi então que Brian Halligan, co-fundador da HubSpot, criou o termo Inbound Marketing (ou Marketing de Entrada).

Em 2006, Brian Halligan, CEO da HubSpot, e Dharmesh Shah, cofundador da empresa, decidiram inovar e sair da tradicional abordagem de conquistar clientes. Eles perceberam que interromper as pessoas com cold calls, anúncios e listas de emails não gerava valor e resultava em poucos resultados para as empresas.

Foi então que surgiu a ideia de inverter a lógica: ao invés de interromper, eles buscavam conquistar a atenção das pessoas oferecendo conteúdo útil e de qualidade. Assim, em 2009, o termo Inbound Marketing ganhou mais destaque com o lançamento do livro “Inbound Marketing: Seja Encontrado usando o Google, a Mídia Social e os Blogs”, escrito pelos fundadores da HubSpot.

Isso significa que o público vem até a empresa por um genuíno interesse na marca, e não porque foi persuadido por anúncios invasivos.

Dessa forma, o Inbound Marketing busca atrair os clientes de forma mais natural e envolvente, construindo relacionamentos de confiança e oferecendo valor antes mesmo de tentar vender um produto ou serviço.

Qual a diferença entre Inbound Marketing e Outbound Marketing

O Outbound Marketing é o tipo de marketing tradicional que estamos acostumados a ver, envolvendo anúncios, contatos diretos por telefone, e-mail e estandes de vendas em eventos. Essas ações geralmente têm um custo mais alto e nem sempre é fácil medir os resultados alcançados.

Característica do Outbound Marketing:

No Outbound Marketing, a comunicação é unilateral, onde a marca fala e o público ouve, havendo pouca ou nenhuma interação. A mensagem de venda é transmitida de forma interruptiva, interrompendo a experiência de consumo do público.

Uma das principais características do Outbound é a constante interrupção que ocorre. A mensagem de venda é divulgada mesmo que não esteja no momento certo ou não seja exatamente o que a pessoa precisa, o que pode levar a um menor engajamento por parte do público.

As estratégias do Outbound Marketing envolvem anúncios em diversos meios, como publicações impressas e digitais, comerciais de TV e rádio. No entanto, é importante ressaltar que, em comparação com o Inbound Marketing, o Outbound pode ter um impacto menor devido à sua natureza mais intrusiva e à falta de interação direta com o público.

Característica do Inbound Marketing:

O Inbound Marketing por outro lado, é uma abordagem baseada em diálogo constante entre empresa e consumidor. Ele utiliza conteúdo para atrair a atenção do público, através de canais como blogs, redes sociais e e-mails. Essa estratégia tem um custo menor e os resultados podem ser medidos de forma rápida e precisa.

No Inbound Marketing, a comunicação é aberta, permitindo que a marca e o cliente se envolvam em discussões e iniciativas. Existe um diálogo constante, onde ambas as partes podem interagir livremente.

Ao invés de interromper as pessoas, a mensagem da marca é transmitida de forma contínua, nos momentos mais convenientes para o público. Portanto cria assim uma maior continuidade na comunicação, evitando interrupções indesejadas.

Uma das principais vantagens do Inbound Marketing é o maior engajamento que ele gera. Por meio da constante geração de valor e do estabelecimento de um relacionamento de confiança, as pessoas se envolvem mais com a marca e se tornam mais receptivas às suas mensagens.

Inbound Marketing na prática

Para implementar o Inbound Marketing na prática, é importante seguir as 4 etapas fundamentais: atrair, converter, vender e encantar. Essas etapas devem ser baseadas na jornada do cliente, que representa todo o processo de decisão que o público-alvo percorre, desde a busca inicial por informações até a compra do produto ou serviço.

A jornada do cliente é representada pelo funil de vendas, que possui 3 partes: topo, meio e fundo. Cada uma dessas partes corresponde a um momento específico da jornada do cliente.

Vamos relacionar as 4 etapas do Inbound Marketing com as partes do funil de vendas para entender melhor como funciona o processo:

Atrair (topo do funil) 

Nesta etapa, o objetivo é atrair pessoas interessadas e torná-las visitantes regulares das suas plataformas, oferecendo conteúdo relevante. Isso corresponde ao topo do funil, que é o começo da jornada do cliente.

No topo do funil, as pessoas estão buscando informações para resolver problemas, dúvidas ou pontos de dor específicos. É o momento de descoberta e aprendizado.

Imagine o formato de um funil, onde a entrada é mais ampla, representando a maior parte do seu público. Nessa fase inicial, o foco é atrair e educar esses visitantes, fornecendo conteúdo valioso para ajudá-los a entender melhor sobre determinado assunto.

Ao oferecer informações relevantes no topo do funil, você conquista a atenção do público e os encaminha para as próximas etapas da jornada do cliente. É o primeiro passo para estabelecer um relacionamento sólido e duradouro com seus potenciais clientes.

Conversão (meio do funil)

Na etapa de conversão, o cliente já conhece o seu conteúdo e está interessado em aprofundar o conhecimento sobre o tema. Ele compreende seus questionamentos e os problemas que enfrenta, começando a considerar as soluções disponíveis.

Nesse momento, você converte visitantes regulares em leads, ou seja, em prováveis clientes, coletando mais dados e estabelecendo um contato mais direto com eles. Para nutrir essa aproximação, é importante oferecer conteúdos mais avançados.

Essa etapa corresponde ao meio do funil, onde há menos pessoas interessadas em comparação com o topo. Nem todos os visitantes se tornarão clientes, mas é nesse estágio que estão concentradas as pessoas mais engajadas com a marca e com maior probabilidade de adquirir o que você oferecerá na próxima etapa.

As pessoas no meio do funil estão mais próximas de chegar ao fundo do funil e concluir toda a jornada do cliente.

Vendas (fundo do funil)

Você atraiu o público para conhecer seu conteúdo e nutriu aqueles que estão interessados em resolver problemas com base no que você oferece. Nesta etapa, que corresponde ao fundo do funil, estão aqueles que já têm conhecimento suficiente para tomar uma decisão sobre a solução que desejam.

É hora de convencer seu potencial cliente de que você possui a melhor opção do mercado. O conteúdo nessa fase se concentra em depoimentos, estudos de caso e avaliações de outros clientes, que fornecem suporte para a venda.

Aqui, você está mostrando evidências concretas de que seu produto ou serviço é a escolha certa, utilizando experiências e opiniões positivas de clientes anteriores. Isso ajuda a gerar confiança e convencer seu potencial cliente de que você pode atender às suas necessidades de forma satisfatória.

Encantamento

Adivinhe em qual etapa do funil o encantamento se encaixa? Isso mesmo, no pós-venda!

Após passar por todas as fases da jornada do cliente, é essencial manter o relacionamento construído ao longo do percurso e oferecer um suporte proativo ao cliente após a compra. Dessa forma, é possível encantar o cliente com seus serviços e transformá-lo em um defensor e promotor entusiasmado da marca.

O pós-venda é fundamental para cultivar a satisfação e fidelidade do cliente, garantindo que ele tenha uma experiência excepcional mesmo após a conclusão da compra. Ao fornecer suporte contínuo, atendimento de qualidade e oferecer conteúdo relevante, você fortalece o vínculo com o cliente e cria uma base sólida para o crescimento e sucesso do seu negócio.

Considerações 

Em conclusão, o Inbound Marketing é uma estratégia poderosa que busca atrair e envolver os clientes por meio da criação de conteúdo relevante e valioso. Ao seguir as etapas do funil de vendas, desde atrair e converter até vender e encantar, as empresas podem construir relacionamentos duradouros com seus clientes, promovendo o crescimento e o sucesso do negócio.

Através do Inbound Marketing, é possível adotar uma abordagem mais centrada no cliente, oferecendo soluções para suas necessidades e estabelecendo confiança ao longo da jornada do cliente. Essa estratégia permite que as empresas se comuniquem de maneira mais eficaz, criem engajamento e estabeleçam uma conexão mais profunda com seu público-alvo.

Ao focar na criação de conteúdo relevante, na atração de leads qualificados e no fornecimento de suporte contínuo aos clientes, o Inbound Marketing possibilita que as empresas se destaquem no mercado, gerem crescimento sustentável e construam uma base sólida de clientes fiéis.

Portanto, ao implementar o Inbound Marketing na prática, as empresas têm a oportunidade de transformar a maneira como se comunicam, atraem e conquistam seus clientes, alcançando resultados positivos a longo prazo.

Você já investe em anúncios online

O que falta para a sua empresa começar a vender?

Leia também

Impulsione o atendimento da sua empresa com a gente

Todos os direitos reservados ©

Av. Prudente de Morais, 601, Sala 18- Zona 7, Maringá – PR

CNPJ: 40.257.437/0001-20